Os efeitos negativos do ressentimento no corpo

Os efeitos negativos do ressentimento no corpo

Segundo estudos clinicos recentes , médicos descobriram que existe uma enorme relação entre o ressentimentio e a saúde. O fato é que depois de uma pessoa ter sido ferida , ficar irritada, sofrer a dor da perda , ficar com culpa, sentir a inveja, ou odio, reprimir emoções, é revelado que tudo isto afecta profundamente a maneira como seu corpo funciona e por consequência a sua saúde. Isto pode causar alteração na produção de químicos, hormonios e neurotransmissores no seu corpo. Estes estados também perturbam a harmonia das ondas cerebrais do seu cerebro, tornando-o menos capaz de pensar claramente e tomar boas decisões. O ressentimento afeta o sistema muscular esquelético , aumentando a tensão muscular na testa , produzindo, assim, dores de cabeça, e por também produzir outros sintomas, tas como: dores de estômago , tensão muscular, dores articulares / dores , tonturas e fadiga.

 

Os seus músculos podem contrair, causando desequilíbrios ou dores em todo o pescoço , nas costas ou peito. Existe também diminuição do fluxo sanguíneo para os órgãos do corpo.  Assim se torna mais difícil para o sangue circular para as células e vasos sanguíneos e capilares.. Isso aumenta as chances de reparo retardadas ou inadequadas durante o sono , prejudicando a recuperação da lesão , artrite, e outros tipos de inflamações e doenças.E, embora o ressentimento poder não ser a única causa de todos os problemas, este aumenta em muito a sua vulnerabilidade.

Se você carregar consigo o ressentimento por toda uma vida, imagine os problemas que isso lhe pode causar no seu corpo e na sua saude, nas relacoes com os outros? Por todo o mundo Existem milhares de relatos que pessoas em estado avançado de câncer, e mesmo perto da morte e quando decidem perdoar algo que lhes magoou fortemente na sua vida, nesse momento entram em estado remissivo tendo sido observado curas milagre. Isso mesmo as emoções reprimidas podem causar muitos tipos de males no seu corpo. Ressentimento só lhe pode fazer mal a voçe mesmo e nunca a outra pessoa para que carregar isso consigo?

Perdoar não significa que você tolera determinado tipos de maus comportamentos que tiveram para com você, mas reconhecer que essa má experiência fez de si mais forte, que através dessa experiência tem algo para dar ao mundo, como sentir a dor e empatia de outras pessoas que estão neste momento em sofrimento, puder compreender-las melhor através dessa dor, dessa dor ou obstaculo que teve com certeza seguiu caminhos diferentes que podiam ter sido piores caso não tivesse acontecido isso, que através dessa dor aprendeu uma lição e que a sua alma está neste momento mais evoluída, que através dessa lição reequilibrou o seu karma e está agora mais perto de deus, reconhecer que a pessoa que lhe fez mal, estava agir na limitação de consciência que possuia no momento, não podemos exigir que todas as pessoas sejam evoluídas como nós. É a mesma coisa que pedir a um animal de consciência inferior que converse em inglês connosco? Pessoas embora mais evoluídas nem todas possuem o meu grau de consciência, eles serão mais avançadas um dia, talvez em uma outra vida, a vida é uma escola. Perdoar é libertar-se da bagagem da dor, e livrar-se de energia negativa que interfere dia a dia com a sua vida. Chore, e esse choro um dia dará lugar a alegria e reze para que a pessoa que o magoou possa um dia tornar-se num ser de luz, pois ela fez o melhor que sabia tendo a consciência que tinha no momento, todos as pessoas procuram a sua felicidade embora por vezes tenham que tomar decisoes que nao nos agradam, mas no fundo todos procuramos o mesmo,  e com certeza essa pessoa também já sofreu muito no passado e apenas seguiu um comportamento que viu quando era criança. Ao perdoar não só se libertará do passado como também dará um passo em frente na sua evolução espiritual.

Os efeitos negativos do ressentimento no corpo
4.6 (92.73%) 22 votos

Comentários

  1. António || at

    Bem Verdade

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*