O que é o TRANSTORNO OBSESSIVO-COMPULSIVO?

TRANSTORNO OBSESSIVO

TRANSTORNO OBSESSIVO

É uma doença em que o indivíduo apresenta obsessões e compulsões, ou seja, sofre de ideias e/ou comportamentos que podem parecer absurdos ou ridículos para a própria pessoa e para os outros e mesmo assim são incontroláveis, repetitivas e persistentes.

 

É normal,  ocasionalmente, voltarmos atrás para verificar se o ferro de engomar está desligado ou se o carro está travado. Mas no transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), pensamentos obsessivos e comportamentos compulsivos quando se tornam excessivos passam a interferir com a funcionalidade da vida diária. E, independentemente daquilo que a pessoa faz, parece não conseguir evitar esses comportamentos e pensamentos incomodativos e repetitivos.

 

Muitos tratamentos, estratégias, terapias e programas de auto-ajuda podem contribuir para a redução dos sintomas do TOC, e eventualmente da sua extinção.

 

A maioria das pessoas com transtorno obsessivo-compulsivo enquadra-se numa das seguintes categorias:

  • Os higiénicos – têm medo de contaminação. Estas pessoas geralmente têm compulsões de limpeza ou lavagem das mãos.
  • Os verificadores – verificam repetidamente as coisas (forno desligado, porta trancada, etc). Estas pessoas associam os comportamentos ao dano ou perda.
  • Os cépticos e os pecadores – estas pessoas têm medo de que se tudo não é perfeito ou feito, algo terrível acontecerá ou que serão punidos.
  • Os contadores e consertadores, são obcecados com a ordem e simetria. Eles podem ter superstições sobre determinados números, cores ou convénios.
  • Os armazenadores – estas pessoas têm medo de que algo mau vai acontecer se deitarem alguma coisa fora, logo, compulsivamente guardam coisas que não precisam nem usam.


O TOC é um desajuste na produção de serotonina, substância responsável pela transmissão de dados entre os neurónios.

O distúrbio não tem cura, mas o acompanhamento médico facilita o convívio com ele.

Já que não há cura, o tratamento é realizado a fim de diminuir os sintomas. Pode ser de duas formas: Medicamentoso e Cirúrgico, com ênfase na diminuição da obsessão e compulsão, e terapêutico por meio da técnica cognitivo-comportamental, actuando para que a compulsão seja evitada.

TRANSTORNO OBSESSIVO

No primeiro utiliza-se principalmente antidepressivos.
Já a técnica cognitivo-comportamental consiste em trabalhar para que a ansiedade do paciente diminua, ou seja, se a pessoa acredita estar contaminada e precisa lavar as mãos, a terapia procura permitir que a pessoa tenha apenas a obsessão e permaneça com a ideia no consciente.

TRANSTORNO OBSESSIVO

 

O que é o TRANSTORNO OBSESSIVO-COMPULSIVO?
Vote neste artigo

Comentários

  1. Vitor M || at

    A nossa loja online tem varios produtos como produtos estetica e outros, visite-nos.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*