Mensagens subliminares e a lei da atração

mensagens subliminares

Mensagens Subliminares

À medida que o poder do pensamento positivo foi crescendo, muitos tentaram tirar partido desta incrível descoberta. Isto gerou uma nova era de “produtos subliminares”, que começaram a ser vendidos no mercado a preços ridículos, proporcionando um enorme lucro aos vendedores.

A diferença entre os outros produtos de mensagens subliminares e a lei da atracção é a margem de lucro. Muito simplesmente, não há outra. Você não precisa de ter nenhum equipamento especial para aumentar o poder da lei da atracção: está tudo na sua mente. Também não precisa de um professor que o ensine a usá-la: a partir do momento em que você dominar os fundamentos em que assenta a lei da atracção, estará pronto a colocá-la em prática.

Estas mesmas características não se verificam quando nos referimos a muitos dos outros programas subliminares presentes no mercado. Estes programas afirmam ser capazes de ajudar os seus utilizadores a perderem peso, a deixar de fumar, a serem mais inteligentes, a encontrarem um emprego, a deixarem de ser tímidos, a melhorarem os seus relacionamentos, etc. E resultam? Nem sempre. A lei da atracção é o único meio subconsciente que garante o sucesso em qualquer objectivo que se proponha concretizar.


Outros Programas Subliminares

É mais que justo que, se está a estudar a lei da atracção, conheça um pouco sobre os outros programas subliminares existentes no mercado. Assim, poderá compará-los entre si e compreender porque é que a lei da atracção é o único que tem sido comprovado uma e outra vez (apesar do que os investigadores poderão dizer).


  1. Mensagens Subliminares

As mensagens subliminares constituem uma das mais antigas formas de manipulação subliminar, e foram as únicas a enfrentar as maiores controvérsias. A conviccção defendida por aqueles que acreditam nas mensagens subliminares é que desde que as memórias sejam frequentemente passadas do estado subconsciente para o estado consciente, o subconsciente continua a surtir efeitos na consciência, quer o sujeito esteja consciente disso ou não.

Aqueles que utilizam as mensagens subliminares tentam utilizar vários métodos para introduzir uma ideia no subconsciente, que irá por sua vez transmitir essa ideia à consciência quando surgir a ocasião propícia. Isto é feito através de uma instrução muito sumária (na maioria das vezes de um milésimo de segundo), ao sentido auditivo e/ou visual. Esta mensagem é tão breve que a consciência rejeita-a imediatamente, assumindo que não é importante, ao passo que o subconsciente retém essa informação, colocando-a de reserva.

As mensagens subliminares foram descobertas no final do séc. XIX. Porém, só a partir de 1950 começaram a ser utilizadas, com o objectivo de servirem de ferramenta de marketing. James Vicary efectuou uma experiência neste âmbito, ao introduzir as frases “Beba Coca-Cola” e “Está com fome? Coma pipocas!”, com a ajuda de um aparelho adequado, durante a projecção de um filme em New Jersey. As frases tinham a duração de cerca de 1/3000 segundos e surgiam em intervalos de cinco segundos entre cada uma. No fim da projecção do filme, as vendas de coca-cola e de pipocas dispararam em flecha.

http://en/wikipedia.org/wiki/Coca_cola

Isto desencadeou uma enorme discussão entre a população dos Estados Unidos, que sentia medo do Governo poder vir a utilizar as mensagens subliminares como forma de controlar as coisas que as pessoas faziam e diziam; e não poderiam fazer nada para o impedir porque nunca saberiam. Esta controvérsia levou a que as mensagens subliminares fossem banidas para qualquer tipo de propósito de marketing.

Contudo, James Vicary admitiu mais tarde que a experiência tinha sido uma fraude, uma vez que o conceito de mensagem subliminar tinha sido revelado em público, e os seus benefícios só depois foram finalmente explorados; contudo, até à data nenhum estudo demonstrou conclusivamente que as mensagens subliminares fossem um meio eficaz de controlo do comportamento.


  1. Afirmação

A afirmação consiste numa declaração firme de algo que se pretenda que seja verdade, e é utilizada para convencer a mente que aquilo que ela quer acontecerá. Por exemplo, declarar várias vezes repetidas “Não consigo ter o emprego que eu quero” pretende instigar a mente a ter confiança e a encontrar o emprego que deseja. Isto assemelha-se à lei da atracção, mas não é suficiente para influenciar o subconsciente sem empregar outros métodos em conjunto.

A Wikipedia descreve a afirmação como (é interessante porque demonstra muito bem como a afirmação e a lei da atracção funcionam em conjunto, e não seria a mesma se fosse alterada de alguma forma):

“Na espiritualidade e no desenvolvimento pessoal, uma afirmação é uma forma de auto-sugestão em que a declaração de uma intenção ou condição desejável, do mundo ou da mente, é deliberadamente meditada e/ou repetida, de forma a introduzi-la na mente. Muitos dos que acreditam recomendam o acompanhamento das declarações com alguma forma de estímulo visual do resultado desejado. A afirmação pode ser vista positivamente como a mobilização dos recursos interiores de uma pessoa, ou negativamente como uma forma de lavagem cerebral auto-induzida, dependendo da profundidade psicológica e do teor da afirmação. Por exemplo, os defensores consideram que a afirmação “Todos os dias faço algo importante para o meu sucesso pessoal” é muito mais sábia e prudente que “Irei ganhar a lotaria hoje”. As afirmações são sempre enunciadas na primeira pessoa e normalmente numa forma verbal do tempo presente (“faço”), preferencialmente a uma forma associada ao tempo futuro (“irei ganhar”), de forma a aumentar a realização da declaração para o indivíduo que afirma.

Acredita-se que as afirmações constituem um meio muito poderoso de reprogramação do subconsciente. Parecem ser mais eficazes quando repetidas num estado calmo de corpo e mente, e quando o resultado desejado é experimentado vividamente no subconsciente do indivíduo e quando são sentidas as emoções inerentes a esse resultado. As afirmações constituem uma parte intrínseca de muitos grupos da Idade Moderna, incluindo o grupo I Am Activity (Eu sou actividade), a Igreja Universal e Triunfante ou o Profeta Elizabeth Clare. Contudo, nestes grupos as afirmações são normalmente declamadas em voz mecânica e inexpressiva, a grande velocidade e elevado volume de som, de forma a aumentar os “níveis de vibração” dos participantes.

Talvez a forma mais usada e mais conhecida de afirmação seja a palavra “Amen”, que pode ser simplesmente traduzida por “assim seja”, afirmando deste modo a verdade de algo dito ou escrito imediatamente antes. Embora seja muitas vezes usada como forma de conclusão de orações, a palavra em si é neutra relativamente ao seu contexto, e exemplifica uma afirmação mais lógica que espiritual.”


  1. Visualização

A visualização funciona praticamente da mesma maneira que a afirmação; o sujeito visualiza-se a si próprio a alcançar alguma coisa e o cérebro acaba por acreditar que é realmente assim; a partir daí, o sujeito é capaz de concretizar esse acontecimento. Mais uma vez, é um método relacionado com a lei da atracção, mas não contempla questões subjacentes que podem contribuir para vibrações negativas.

Mensagens Subliminares

Mensagens subliminares e a lei da atração
Vote neste artigo

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*