Linguagem corporal afeta hormonas no corpo

Linguagem corporal afeta hormonas no corpo

Amy Cuddy fez uma pesquisa que mostra que a adoção de certas ” posturas de poder” tem efeitos visíveis nos níveis hormonais do corpo, mesmo após apenas dois minutos.

Um exemplo é a postura : é estar a falar com alguém com inclinado para trás,sentado de forma relaxada, ao caminhar fazer passos largos e lentos, em pé estar pernas abertas e mãos na cintura, no fundo ocupar o maior espaço possível com o seu corpo em qualquer situação que esteja etc..

Outra : sentar em uma cadeira, as pernas cruzadas confortavelmente , com os pés em cima da mesa , com as mãos atrás da cabeça apoiada .

Observe como se comportam as estrelas de rock ou lideres políticos, eles parecem emanar uma linguagem corporal forte e natural.

O inverso se observa em pessoas tímidas com as mãos nos bolsos, encolhidas na cadeira, e que caminham rapidamente para não ser notadas.


A constatação básica que foi descoberta por esta investigadora é algo incrível:

se fizer o seu corpo fazer estas “posturas de poder” nem que seja de forma simulada durante 2 minutos leva a uma maior produção de testosterona (+20%) e reduz o hormônio do estresse cortisol (-25%) ,

se fizer uma linguagem corporal oposta, do tipo de quando faz quando está deprimido, encolhido, inclinado isto também decrescer a testosterona (- 10 %  ) e aumentar os níveis de cortisol ( 15 % ) .

( Se essas mudanças vêm após dois minutos , imagine o que um dia inteiro gasto praticando em ” posturas de poder ” imagine o poder que isto terá em si)

Utilize este conhecimento em sua vantagem para elevar a sua confiança antes de acontecimentos importantes e que você se sinta nervoso(a).

As posturas corporais de poder devem ser feitas ” situações sociais de avaliação ” : entrevista de emprego , audição, presidindo uma reunião importante ou um encontro com um estranho atraente .

 

Linguagem corporal afeta hormonas no corpo
Vote neste artigo

Comentários

  1. Ana || at

    Excelente artigo

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*