Dicas para não ferir os nossos sentimentos

Dicas para não ferir os nossos sentimentos

Sentimentos

Dicas para não ferir os nossos sentimentos

Qualquer interacção com outra pessoa, seja com o seu chefe, com um cliente, com o seu pai ou com um amigo, tem a possibilidade de levar a mágoas ou irritações. Algumas pessoas magoam-se com mais facilidade do que outras. Essas pessoas podem ser particularmente sensíveis e levar as coisas a sério. Aqui estão algumas dicas para o ajudar a parar de tomar as coisas pessoalmente e não as levar a peito, para que possa deixar as suas interacções acontecerem de forma mais feliz.

Saiba porque é que você está a sofrer

Saiba porque é que você está a sofrer, e responda de acordo com isso. Você está a sofrer por causa de algo que aconteceu na sua vida? Você está a adicionar a sua história para o momento presente e, portanto, a adicionar combustível a algo pequeno, fazendo-o parecer maior? Por exemplo, se a sua mãe olhou para si de uma certa forma desde a infância, e ela olhou para si hoje dessa mesma forma – você reage por causa da forma que ela olhou hoje, ou por causa da forma como ela olhava para si quando era criança? Se ele é a última opção, tente reagir como se fosse a primeira vez que estivesse a ver aquele olhar!

Rir e dar pouca importância às coisas

O riso pode ser uma cura maravilhosa e apaziguadora. Se você puder dar pouca importância a uma potencial razão para o deixar em baixo, então essa razão para ficar em baixo perde o seu poder. Isso não significa que você se mantenha aberto a abusos. O que isto significa é que você pode mais facilmente sair ileso de comentários potencialmente dolorosos.

Conte a alguém aquilo que foi dito e transforme isso numa história engraçada.

Diga a alguém o que aconteceu e diga-o de uma forma que se torne engraçada. Faça como uma caricatura – exagerando o que foi dito – pensando numa coisa engraçada à volta disso, tornando-a divertida – isso vai ajudar a dissipar a sua dor.

Atrase a sua resposta

Muitas pessoas retaliam muito rapidamente, antes que tenham tempo sequer de pensar no que foi dito. É um pouco como alguém que lhe atira qualquer coisa. Quer ficar ali e deixar-se magoar, ou vai baixar-se? Atrasar a resposta produz o mesmo efeito de se baixar. Faça uma pausa antes de responder. Então você dá tempo a si próprio para pensar numa boa resposta e para verificar se não está a julgar mal aquilo que lhe disseram.

Pense na outra pessoa como “não tendo capacidade”

Pense na outra pessoa como “não tendo capacidade” para ser melhor, em vez de ser “intimidante”, “mandona” ou “agressiva”. Eu digo sempre para mim mesmo: “Bem, isso foi uma maneira de dizer as coisas por uma pessoa que não tem capacidade, pergunto-me o que será que ela quis dizer?” Isso ajuda-me a manter a calma e a não ser reactivo, mas ainda disponível para ajudar essa pessoa.

Separe aquilo que é específico para si

Às vezes, as pessoas respondem a uma reclamação geral, como se ela fosse pessoalmente dirigida a elas. Não faça isso. Trabalhe sobre aquilo que é especificamente sobre si, e sobre aquilo que é uma reclamação geral, mas que aconteceu você receber, simplesmente porque estava no mesmo lugar que outra pessoa? Quando o assunto não for específico para si, lembre-se disso, por exemplo, você pode dizer para si mesmo: “Isto é por causa da empresa”, ou “ele tem, obviamente, uma dor de cabeça.”

Monitorize os momentos de tensão que se podem formar, e deixe as coisas passarem antes que esses momentos se desenvolvam

Cada um de nós tem mudanças fisiológicas que ocorrem no início do processo de se ficar magoado. Se você puder agarrar o seu aperto no estômago, apertando o seu pescoço ou segurando as mãos, logo de início, você tem mais possibilidades de deixar as coisas passarem e não ligar aos comentários ou emoções da outra pessoa. Alguém num dos nossos seminários descobriu recentemente que começava a roer as unhas, como um sinal que estava a ficar angustiada. E você, quais são os seus sinais?

Continue a respirar

Continue a inspirar e a expirar. Não, eu não estou a brincar! Algumas pessoas ouvem algo desagradável e começam a suster a respiração, e depois não deixam as coisas passar. Você fica mais propenso a ter algo pessoal, se não estiver a respirar bem!

Respire profundamente

Respire profundamente para que a sua respiração se mantenha calma, regular e profunda. Mesmo numa reunião, é possível colocar a mão na barriga, para dar a si mesmo um lembrete físico para manter a sua respiração profunda e regular. Se a sua respiração acelerar e tornar-se superficial, isso poderá ser um sinal de que você está a ficar angustiado.

Não veja críticas em algo que não tem a intenção de criticar

Não leia coisas que não estão lá. É fácil tentar “ler nas entrelinhas” e imaginar o que alguém quis dizer, ou o que alguém estava a insinuar e depois reagir como se a sua interpretação fosse verdade. Pode não ser. Se alguém, por exemplo, cruzar os braços para aliviar a tensão nos ombros, isso não quer dizer que a pessoa não gostou do que você disse! Alguém pode sussurrar para outra pessoa quando você entra numa sala, e você assume que estão a falar de si. Na verdade, podem só estar a falar das últimas aventuras com os novos namorados.

Se não se magoar e cuidar de si mesmo, você aumenta as suas hipóteses de se manter saudável e ter ainda mais atenção para dar aos outros.

Sentimentos

Dicas para não ferir os nossos sentimentos
Vote neste artigo

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*